Conheça os possíveis primeiros sintomas de gravidez

A gravidez é um dos momentos mais marcantes da vida de uma mulher. Ela não apenas está gerando uma nova vida, mas seu corpo passa por consideráveis transformações, que vão desde mudanças hormonais até alterações no apetite e no peso. Confira a seguir quando normalmente aparecem os primeiros sintomas de gravidez e como identificá-los.


Sintomas da gravidez não são os mesmos para toda mulher

Algumas mulheres apresentam maior sensibilidade às mudanças hormonais provocadas pela gestação. As consultas do período pré-natal são ideais para que os médicos avaliem os sintomas, orientem e indiquem medicamentos, se necessário. Em casos específicos, é preciso um acompanhamento especializado ou encaminhamento ao serviço de pré-natal de alto risco.


Os sintomas mais comuns entre as mulheres grávidas

Os sintomas iniciais que podem indicar uma gravidez variam de mulher para mulher, com cada caso devendo ser avaliado individualmente. Os sinais mais conhecidos são o atraso da menstruação, seios mais sensíveis, enjoos frequentes, indisposição e cansaço.

Estando grávida, você poderá perceber um ou mais desses sintomas, mas é pouco provável que tenha todos ao mesmo tempo. Além disso, também existe a possibilidade de estar grávida sem perceber nenhum desses sinais. Para ter certeza, o mais indicado é realizar um teste de gravidez.


Atraso menstrual

Um dos principais sinais da gravidez, considerando que você tenha um ciclo regular, é o atraso da menstruação. Um pequeno sangramento pode ocorrer após o início da gestação. Caso seus ciclos não sejam regulares, é provável que outros sinais e sintomas sejam percebidos antes do atraso da menstruação.

Lembre-se que o atraso menstrual não ocorre apenas na gravidez, podendo ocorrer como consequência de outras condições. A ausência de menstruação é denominada “amenorreia” e pode ser provocada por problemas físicos, psíquicos e por medicamentos. Entre as mais comuns temos: alterações da produção de hormônios nos ovários, amamentação, ganho ou perda de peso muito rapidamente, excesso de atividade física, estresse crônico, medicamentos psicoativos e menopausa.


Alterações nos seios

As mamas podem aumentar de volume e ficar mais sensíveis. Essas mudanças ocorrem pelo drástico aumento na produção dos hormônios gestacionais, em especial, da progesterona. Há durante a gestação também um escurecimento da pele da aréola pelo aumento da produção da melanina.


Necessidade de urinar

Carregando um novo ser humano, o útero aumenta de tamanho conforme o bebê vai crescendo, o que pressiona a bexiga, causando uma vontade mais frequente de urinar. Isso pode ocorrer durante toda a gravidez. Nas duas últimas semanas, a frequência se intensifica por causa do encaixe da cabeça do bebê na bacia da mãe.


Cansaço

Para dar suporte à gravidez, o corpo da mulher se adapta para tentar suprir as necessidades aumentadas. Todos os sistemas são sobrecarregados, em especial o circulatório e o respiratório. Este processo nem sempre é fácil e pode provocar uma sensação maior de cansaço. Paralelamente, os níveis altos de progesterona reduzem a função cerebral e aumentam a sonolência.


Enjoos

Um dos mais reconhecíveis sintomas, principalmente no primeiro trimestre de gravidez, é o enjoo. Podendo aparecer logo após a fecundação, a intensidade do mal-estar varia de mulher para mulher. Também é comum a mulher ter intolerância a odores que antes não sentia, o que pode desencadear as náuseas e os vômitos.


Mudanças de humor

Com as mudanças hormonais, alterações em seu humor podem ocorrer nos estágios iniciais da gravidez. Gestantes costumam ficar mais sensíveis, com maior facilidade para chorar. A ação da progesterona, retenção de líquido e alterações dos níveis de neurotransmissores mexem com o funcionamento do cérebro.  Além disso, a gravidez é um turbilhão de emoções, principalmente para as mães jovens ou de primeira viagem. A insegurança sobre as modificações do corpo, saúde do bebê, o parto e o pós-parto provocam muitas dúvidas e temores.


FONTES

Quais são os primeiros sintomas de gravidez? Disponível em: https://br.clearblue.com/estou-gravida/primeiros-sintomas-de-gravidez [Acessado em 31 Out. 2019].

Gabriela Mateos. (2014). Sinais de gravidez iniciais: descubra se você está grávida. Disponível em: https://hypescience.com/sinais-de-gravidez/ [Acessado em 31 Out. 2019].

Ministério da Saúde. Gravidez: o que é, sintomas, complicações, tipos e prevenção. Disponível em: http://saude.gov.br/saude-de-a-z/gravidez [Acessado em 31 Out. 2019].

Nathalie Ayres. Sintomas de gravidez: 20 primeiros sinais de que está grávida. Disponível em: https://www.minhavida.com.br/familia/tudo-sobre/17411-sintomas-de-gravidez [Acessado em 31 Out. 2019].

American Pregnancy Association. Pregnancy Symptoms – Early Signs of Pregnancy. Disponível em: https://americanpregnancy.org/getting-pregnant/early-pregnancy-symptoms/ [Acessado em 31 Out. 2019].

Pampers. (2019) Sinais da gravidez – Quais são os sintomas mais comuns da gravidez. Disponível em: https://www.pampers.com.br/gravidez/sintomas-de-gravidez/artigo/sinais-da-gravidez-quais-sao-os-sintomas-comuns-da-gravidez [Acessado em 31 Out. 2019].

Material destinado ao público em geral. Dezembro de 2019. BRZ2121999-2

confira também