Vacinas e suplementos: o que tomar antes de engravidar

Você decidiu aumentar a família e agora surgiram dúvidas sobre sua saúde: quais cuidados deve ter? Quais exames fazer? E a dieta? Como cuidar da alimentação? Esses são questionamentos muito comuns quando se quer ampliar ainda mais as chances de engravidar e realizar o sonho de ser mãe.

É o momento de pensar no seu bebê e de prevenir-se contra as doenças que podem comprometer o desenvolvimento saudável do embrião. O ideal é que você e seu parceiro tomem a vacina da gripe, hepatite B e a tríplice bacteriana adulta, que protege contra coqueluche, tétano e a difteria.

Vale lembrar que algumas vacinas são contraindicadas para gestantes, como a tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola), a varicela (contra catapora), a febre amarela e a BCG (contra tuberculose).

Como muitas mulheres apresentam ingestão insuficiente de folato (vitamina B9), é sempre recomendada a suplementação de metilfolato. O processo deve ser iniciado três meses antes de engravidar e mantido durante o primeiro trimestre de gestação. Essa medida reduz o risco de malformação do sistema nervoso do bebê.

Vá ao ginecologista

Visite seu médico de confiança para uma avalição clínica e ginecológica antes de engravidar. Você pode ter uma doença com poucos sintomas, como diabetes, hipertensão ou algum problema ginecológico que precise ser tratado antes da concepção.

É importante que a sua saúde esteja em dia para enfrentar as mudanças que a gravidez trará para o seu corpo. Aproveite e encaminhe também o seu parceiro para um check-up.

Dicas práticas

Nesse ponto você já deve ter interrompido o método contraceptivo. Agora, é importante conhecer o seu ciclo menstrual para ter relações nos dias mais férteis. Calcule o dia da sua ovulação para aumentar as chances! Esse período deve ocorrer 14 dias antes da menstruação.

Para as mulheres que apresentam ressecamento vaginal, os médicos recomendam o uso de um hidratante específico para a região.

Procure ter uma boa qualidade do sono, uma alimentação equilibrada e praticar atividades físicas, afinal, os hábitos saudáveis contribuirão para o seu bem estar geral!

Siga essas dicas e tenha uma gravidez mais feliz!

Fontes:

https://www.bbc.com/portuguese/geral-47361550. Acesso em: 06.06.2019

https://www.febrasgo.org.br/pt/noticias/item/199-a-vacinacao-da-gestante Acesso em: 06.06.2019

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco. Brasília: Ministério da Saúde, 2012. (Série A. Normas e Manuais Técnicos. Cadernos de Atenção Básica, n° 32). Link: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cadernos_atencao_basica_32_prenatal.pdf. Acesso em: 06.06.2019.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia prático do agente comunitário de saúde. Brasília : Ministério da Saúde, 2009. (Série A. Normas e Manuais Técnicos). Link: 189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/guia_acs.pdf. Acesso em: 06.06.2019.

FREITAS, F. et al. Rotinas em ginecologia. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

OMS. Diretriz: Suplementação diária de ferro e ácido fólico em gestantes. Genebra:

Organização Mundial da Saúde; 2013.

PINTO E SILVA, João Luiz de Carvalho; SURITA, Fernanda Garanhani de Castro. Idade materna: resultados perinatais e via de parto. Rev Bras Ginecol Obstet, 2009; 31(7): p. 321-325. Link: http://www.scielo.br/pdf/rbgo/v31n7/v31n7a01.pdf. Acesso em: 06.06.2019

Material destinado ao público geral. Junho/2019

BRWH190622n

confira também