Endometriose: entenda o que é e como funciona o tratamento

O endométrio é o revestimento interno do seu útero, que descama e sangra ao fim de cada ciclo menstrual. A endometriose é a presença do endométrio em outras partes do corpo. Doença crônica e inflamatória, ela é dependente do hormônio feminino e possui alta taxa de recorrência.

A endometriose atinge entre 5% e 10% das mulheres em idade reprodutiva. No Brasil, a doença afeta em torno de seis milhões de brasileiras. O refluxo da menstruação pelas trompas é apontado como uma possível causa, mas, fatores hormonais, imunológicos e genéticos também são determinantes.

O risco de endometriose pode ser maior se a sua mãe ou sua irmã já apresentaram a doença. Por isso, o acompanhamento médico é fundamental.

Alguns sintomas característicos da endometriose são: cólica no útero, dor durante a relação sexual e dor pélvica no período menstrual. Em casos mais severos, a doença pode causar infertilidade. A frequência da doença em mulheres pouco férteis chega a até 50%.

A endometriose pode ser diagnosticada durante o exame ginecológico ou por laparoscopia, mas, apesar dos avanços, a doença continua sendo de difícil diagnóstico e tratamento. A identificação da sua extensão é fundamental para o planejamento terapêutico.  A demora para o diagnóstico é de, em média, 9,28 anos, o que pode comprometera fertilidade de suas portadoras. Mulheres com endometriose podem ter piora da qualidade de vida e redução das suas atividades diárias.

O tratamento deve priorizar o bloqueio da menstruação, a redução da dor ou da causa da infertilidade. O procedimento pode ser cirúrgico, em casos selecionados, ou hormonal, com progestagênio isolado, com contraceptivo combinado contínuo, ou DIU hormonal, que reduzem ou interrompem a menstruação.

Lembre-se: a endometriose não é transmissível e pode ser tratada. Na presença de dor intensa no período menstrual, evite automedicação e procure um médico.

1-Podgaec S. Manual de Endometriose 2014/2015 – São Paulo: Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), 2014

Material destinado ao público geral. Junho/2019

BRWH190622q     

confira também